O Projecto

PROJECTO MARCET II    (MAC2/4.6c/392)                        

“Fomento da actividade eco turística de observação de cetáceos como modelo de desenvolvimento economico sustentável mediante proteção e conservação destas espécieis e sua valorização como património natural da Macaronesia ”

 

O Projecto MARCET (MAC/1.1b/149), recem finalizado no passado mes de Outubro do ano 2019, nasceu com o objectivo de transferir e defundir a ciencia e tecnologias de vanguarda para fomentar o desenvolvimento sustentavel da atividade turistica associada ao avistamento de cetáceos, através da criação e implementação da Red MARCET, uma red inter-regional e multidisciplinar que agrupa os centros especialistas em monotorização, seguimento sanitário dos cetáceos e oceanografia operacional, com o objectivo de integrar, harmonizar e optimizar conhecimentos, infra-estruturas e boas praticas na região.

Graças a ferramenta e a criação da Red MARCET, a amortização de protocolos de trabalho e a sua integração para proteger e conservar a família da Macaronesia desde o ponto de vista multidisciplinar e os conhecimentos adquiridos sobre a situação actual do sector turístico associado a actividade de observação destas espécies na região, nasce esta nova iniciativa, Projecto MARCET II, com o objectivo de incrementar a valorização da dita actividade como modelo de desenvolvimento económico sustentável nos arquipélagos macaronesicos (Açores, Madeira e Cabo Verde), potencializando desta forma o nicho de mercado eco turístico que suponha esta actividade e ao mesmo tempo, estabelecendo critérios de sustentabilidade aplicados as espécies de cetáceos residentes que servem como afirmação turístico.

Para isto, este novo projecto se estrutura tecnicamente em três objectivos específicos, primeiro (O.E.1), considerado chave para o estabelecimento dos critérios de sustentabilidade ecológica e meio ambiental, integrando a utilização de técnicas avançadas de oceanografia operacional, assim como a monotorização e vigilância sanitária dos cetáceos residentes em áreas marinhas protegidas e de especial interesse para a realização da referida actividade eco turística na Macaronesia, usando como principais espécies indicadores o golfinho molar (Tursiops truncatus) e a baleia piloto tropical (Globicephada macrorhynchues) para avaliar factores de risco de origem antrópico vinculadas a referidas áreas marinhas.

Os outros dois objectivos (O.E.2 e O.E.3) têm como finalidade a colocação do valor dos cetáceos como património natural e como recurso económico diferenciado e de especial importância para o sector eco turístico associado a região macaronesia. Ora bem, a consequência da referida finalidade orienta tecnicamente desde duas perspectivas diferentes, enquanto o O.E.2 se centra na divulgação sobre a diversidade de espécies de cetáceos existentes na região e na sensibilização acerca da importância de proteger e conservar as áreas marinhas onde residem, o O.E.3, se foca directamente no fortalecimento de actividade empresarial de observação de cetáceos como modelo de desenvolvimento económico sustentável na região de macaronesia.

Em definitivo a valorização dos impactos gerados pelas actividades humanas nas áreas marinhas concretas através dos estudos ecológicos, sanitários e oceanográficos inseridos no Projecto MARCET II, ajudaram a implementar acções tendentes a projecção e conservação dos grupos de cetáceos residentes nas referidas áreas e por extensão, a totalidade do ecossistema marinho de que dependa, mas, sobretudo, serão úteis para estabelecer vias da qual pode construir um modelo de desenvolvimento económico sustentável e que garanta uma qualidade de vida para todas as espécies que habitam na região macaronesia, incluindo a humana.